segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Reencontro

Já a muitos meses que não via o Maria da Glória.
Eis o reencontro em uma exposição comemorativa dos cem anos de elevação da Gafanha Nazaré a freguesia e paróquia.

Juntos outra vez

Ao seu lado um pedaço do casco do Novos Mares (inferior esquerdo) e uma imagem na parede do seu lançamento a agua (superior esquerdo)
Em detalhe

A representação do duro trabalho que era efectuado nas secas do bacalhau, onde o bacalhau era seco ao sol. em camas como esta que se encontrava em representação das mesmas, como se vê na foto. e de notar que este trabalho de por o bacalhau a secar e o retirar durante a noite ou com ameaça de chuva era feito ininterruptamente todos os dias da semana .

Aqui fica uma foto de uma das secas (à direita na foto) onde se vê o bacalhau a secar, também de salientar que não havia meios mecânicos para ajudar essas tarefas era tudo feito pela força das mulheres que ali trabalhavam,
e do estaleiro Mestre Mónica (à esquerda na foto)
de onde saíram inúmeras embarcações e de onde o meu avô materno foi carpinteiro naval

Sem comentários:

Publicar um comentário